Do it!!

Gosto do que é simples, do que é direto.
Sem alardes, sem rodeios.
Sempre fui assim.

Prefiro a objetividade.

Bem aquela coisa de "Tá cansada senta, se pediu aguenta..." cantada pelo Lenine.

Se tem solução, procure. 
Não dá para ficar sentado esperando acontecer.

E ontem li um artigo que vai nessa linha e fala de escolhas e de como elas interferem na nossa vida. 
Basicamente a lição é que você pode e deve buscar o que é melhor para você, não importa se vai de encontro com o que a tal da sociedade acha que é certo.

Dois pontos específicos que eu curti bastante (vale a pena ler na íntegra):

"Sempre tem a hora de parar, entender o fim de uma missão e recomeçar."

"Entender a limitação como uma diretriz de criatividade é capaz de virar o jogo."

Até hoje escuto de vez em quando um "nossa, nem parece que você tem diabetes, você é tão tranquila, sempre alegre..." e por aí vai.

Mas por que não poderia ou mesmo não deveria ser assim?

Lá vem o Lenine de novo: "não tá bom, melhora...".

Esse é o ponto.

"Se é do mato, amanse
Trabalhou, descanse
Se tem festa, dance..."

Fica bem mais tranquilo assim!

"Não se submeta".


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MiniMed 640G: Cena 7 - A decisão de parar...

Febre amarela: a gente - doce - pode se vacinar?

MiniMed 640G: Cena 1 - Bombando!