Vale o quanto pesa?

E agora a tentativa é de mudar o hábito pelo bolso: "Estudo sugere sobretaxar alimentos em 1% a cada 1g de gordura saturada".

Segundo o trabalho realizado pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP de Ribeirão Preto, a proposta é aumentar os impostos dos alimentos na mesma proporção do teor de gordura saturada que contém.

O dinheiro arrecadado seria empregado na produção de frutas, verduras, legumes, tubérculos e cereais.

A filosofia por trás disso é que com as 'gordices' custando mais caro, as pessoas passariam a substituir por outros produtos mais baratos e consequentemente com menos gordura...

Extremismo ou um empurrãozinho a quem não consegue se livrar dos doces e dos pacotinhos de biscoito que tem mais cheiro do que sabor?
Proposta indecente, mas já que algumas coisas só se resolvem quando o impacto é financeiro, de repente funciona!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Febre amarela: a gente - doce - pode se vacinar?

De um dia azul...

Do tipo que se importa...