Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

04 julho, 2013

Pra comer com os olhos!

"Chama-se invenção ao ato de criar uma nova tecnologia, processo ou objeto, ou um aperfeiçoamento de tecnologias, processos e objetos pré-existentes. O termo confunde-se com descoberta, que é a aquisição de um conhecimento novo "porém ao acaso" ou sem um esforço determinado nesse sentido porém aplicado; a invenção, pelo contrário, é fruto de um trabalho dirigido a se multar respostas a um problema."
(fonte: Wikipédia)

Não sei se foi invenção ou se foi descoberta.

O fato é que ontem, em casa depois de mais um dia exaustivo no trabalho, tudo o que eu queria era uma comidinha gostosa. Não queria sair nem pedir nada que demoraria horas para entregar. Então, mão na massa, literalmente.

Antes, só um parêntese: compro legumes ou verduras congelados (uso os da Bonduelle, já falei algumas vezes por aqui) na maioria das vezes, mas não é preguiça não. Depois de comprar cenoura, espinafre ou até frutas e ter que jogar grande parte fora porque estragou na geladeira, vi que era bem mais viável. Os congeladinhos você usa a porção que quiser e depois guarda novamente, sem estragar e sem desperdício. Fica a dica!

Voltando ao jantar...

Uma solução rápida e que não dê trabalho? Macarrão!! 
E assim foi... Fusili integral na panela com água, sal e azeite por uns 8 minutos. 
Numa outra panela, azeite e cubos de frango (viciei... fica no ponto mais rápido, parece até que mais saboroso também) temperados com sal, pimenta do reino branca e alho.
Deixei dourar, acrescentei brócolis picadinho (com caule e tudo) e e deixei no fogo baixo. 

Outro parêntese: adoro molho de mostarda com mel e sinto falta. Pois chegou a hora dessa escassez ficar para trás... Praticamente descobri a pólvora!

Ao jantar novamente...

Agora sim, a sensação da noite: naquele frango com brócolis, coloquei 2 colheres de sopa cheias de iogurte natural (usei o diet da marca Vale Verde, que já vem com adoçante) e uma colher de sopa cheia de mostarda. 

Ai ai ai!!!!

Mais um pouquinho curtindo no fogo baixo, uns pedacinhos de queijo emmental para incrementar e está pronto para comer. 

Ficou tão gostoso!! E o sabor não deixou nada à desejar em relação ao molho original com mel.

Eu preciso confessar que não sobrou uma florzinha de brócolis para contar história. Só a foto...


Já percebi que o molho pode funcionar também com uma salada. 

Como dizem por aí, vivendo e aprendendo. E inventando! Ou descobrindo. 
Ô sorte!! 



Nenhum comentário:

Postar um comentário