Pra comer com os olhos!

"Chama-se invenção ao ato de criar uma nova tecnologia, processo ou objeto, ou um aperfeiçoamento de tecnologias, processos e objetos pré-existentes. O termo confunde-se com descoberta, que é a aquisição de um conhecimento novo "porém ao acaso" ou sem um esforço determinado nesse sentido porém aplicado; a invenção, pelo contrário, é fruto de um trabalho dirigido a se multar respostas a um problema."
(fonte: Wikipédia)

Não sei se foi invenção ou se foi descoberta.

O fato é que ontem, em casa depois de mais um dia exaustivo no trabalho, tudo o que eu queria era uma comidinha gostosa. Não queria sair nem pedir nada que demoraria horas para entregar. Então, mão na massa, literalmente.

Antes, só um parêntese: compro legumes ou verduras congelados (uso os da Bonduelle, já falei algumas vezes por aqui) na maioria das vezes, mas não é preguiça não. Depois de comprar cenoura, espinafre ou até frutas e ter que jogar grande parte fora porque estragou na geladeira, vi que era bem mais viável. Os congeladinhos você usa a porção que quiser e depois guarda novamente, sem estragar e sem desperdício. Fica a dica!

Voltando ao jantar...

Uma solução rápida e que não dê trabalho? Macarrão!! 
E assim foi... Fusili integral na panela com água, sal e azeite por uns 8 minutos. 
Numa outra panela, azeite e cubos de frango (viciei... fica no ponto mais rápido, parece até que mais saboroso também) temperados com sal, pimenta do reino branca e alho.
Deixei dourar, acrescentei brócolis picadinho (com caule e tudo) e e deixei no fogo baixo. 

Outro parêntese: adoro molho de mostarda com mel e sinto falta. Pois chegou a hora dessa escassez ficar para trás... Praticamente descobri a pólvora!

Ao jantar novamente...

Agora sim, a sensação da noite: naquele frango com brócolis, coloquei 2 colheres de sopa cheias de iogurte natural (usei o diet da marca Vale Verde, que já vem com adoçante) e uma colher de sopa cheia de mostarda. 

Ai ai ai!!!!

Mais um pouquinho curtindo no fogo baixo, uns pedacinhos de queijo emmental para incrementar e está pronto para comer. 

Ficou tão gostoso!! E o sabor não deixou nada à desejar em relação ao molho original com mel.

Eu preciso confessar que não sobrou uma florzinha de brócolis para contar história. Só a foto...


Já percebi que o molho pode funcionar também com uma salada. 

Como dizem por aí, vivendo e aprendendo. E inventando! Ou descobrindo. 
Ô sorte!! 



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Febre amarela: a gente - doce - pode se vacinar?

De um dia azul...

Do tipo que se importa...