Bom ou mau?


Uma matéria apresentada hoje no Programa Bem Estar, sobre ingestão de doces, tira a imagem de "monstro" que eles sempre carregam!



O destaque vem já no início, quando o especialista convidado afirma que o doce é um alimento. Tem proteínas, carboidratos... a grande questão é que, como contém também gordura, o melhor é não comer a qualquer hora do dia, mas sim após uma refeição, pois assim o açúcar contido no doce pode ser compensado pela fibra dos alimentados da refeição principal.

O vídeo tem quase 30 minutos, mas traz bastante informação útil e bacana.
Além dos doces, fala da influência de coisas corriqueiras - uma boa noite de sono, beber uma taça de vinho, fazer exercícios físicos, pular refeições... - na manutenção da glicemia em níveis considerados normais.

Detalhe: o objetivo principal da matéria não é o diabetes. Ela trata, de forma geral, da variação da taxa de açúcar no sangue e nas consequências disso no dia a dia de qualquer pessoa. Bem interessante!!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Febre amarela: a gente - doce - pode se vacinar?

Pesquisa e Educação em Diabetes...

Do tipo que se importa...