Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

30 agosto, 2011

Dose certa


Sou toda certinha com os horários e o cardápio das minhas refeições. Por conta disso, há umas 2 semanas vinha achando estranha a alteração que estava acontecendo na glicose. Nada de assustar, mas ainda assim não estava fazendo sentido.

Como mudei algumas coisas na alimentação depois da consulta com a Nutricionista, pensei que esta poderia ser a justificativa.

Já tinha até tirado o tubete de insulina da caneta pra verificar se estava rachado, como já aconteceu antes... mas estava td em ordem... aparentemente!

O tubete estava direitinho, inteiro. Mas, percebi que o êmbolo estava travando e consequentemente a dose de insulina injetada era menor do que a que eu de fato colocava na caneta... ou seja, eu estava tomando menos insulina do que o necessário!

Enfim, agora é prestar atenção pra ver se o problema continua e trocar a caneta, se for o caso.

29 agosto, 2011

Flormel

Mais uma marca que está investindo (ainda bem!) em produtos diet e zero.
A Flormel tem várias opções de doces em barras (cocada, bananada, doce de coco com maracujá ou abóbora, docê de amendoim com chocolate, paçoca...) e doces cremosos (doce de leite com ameixa, doce de leite puro...), uma linha de podutos zero para crianças a partir de 5 anos e agora um creme de avelãs com chocolate.

  

Já vi a venda nas lojas Mundo Verde, mas a própria marca tem uma loja online.

O mais legal é que a marca trabalha com o conceito de alimentos saudáveis e funcionais: "São aqueles alimentos que contêm substâncias ou nutrientes que forneçam beneficio à saúde, seja como prevenção ou tratamento de doenças. De maneira geral, os alimentos funcionais são considerados promotores de saúde e podem estar associados com a diminuição dos riscos de algumas doenças crônicas."

28 agosto, 2011

Só um intervalo...


Um breve sumiço... mas tô por aqui!

Estou num período super corrido no trabalho! A obra está na fase mais crítica e importante e com isso o ritmo está mais puxado...
Junto com isso, aproveitei umas milhas que eu tinha e fui passar um (excelente!!) final de semana em Floripa com prima e irmã queridas.
Pra completar o cenário e ajudar a justificar o sumiço, daqui a exatos 30 dias estarei saindo de férias!!

Então é isso... a glicose está variando um pouquinho com a revisão da alimentação que eu fiz com a Nutricionista, mas tudo sob controle.
Não nego que no final de semana passado aproveitei a folga na Ilha da Magia e dei uma folguinha também na alimentação, mas na segunda-feira tudo estava de volta ao seu devido lugar!

Acabei parando também o Pilates por um tempo, só voltarei depois das férias.
Pra compensar, preciso ficar mais atenta e regrada com a alimentação e quando puder, quem sabe dou uma boa caminhada na praia!

18 agosto, 2011

É hoje o dia!


Sabe aquela coisa do 'viva o hoje, porque ele não volta mais'?
Pois então... recebi um texto de uma amiga querida que fala sobre sermos minimamente felizes e disponibilizo um trechinho aqui:

"Esperar para ser feliz, aliás, é um esporte que abandonei há tempos. E faz parte da minha 'dieta de felicidade' o uso moderadíssimo da palavra 'quando'.
Aquela história de 'quando eu ganhar na Mega Sena', 'quando eu me casar', 'quando tiver filhos', 'quando meus filhos crescerem', 'quando eu tiver um emprego fabuloso' ou 'quando encontrar um homem que me mereça', tudo isso serve apenas para nos distrair e nos fazer esquecer da felicidade de hoje. Esperar o príncipe encantado, por exemplo, tem coisa mais sem sentido? Mesmo porque quase sempre os súditos são mais interessantes do que os príncipes. 
Como tantos já disseram tantas vezes, aproveitem o momento, amigos. E quem for ruim de contas recorra à calculadora para ir somando as pequenas felicidades.
Podem até dizer que nos falta ambição, que essa soma de pequenas alegrias é uma operação matemática muito modesta para os nossos tempos. Que digam.
Melhor ser minimamente feliz várias vezes por dia do que viver eternamente em compasso de espera."

O texto foi escrito por uma jornalista, chamada Leila Ferreira.

Gostei muito e compartilho deste conceito / filosofia.
Por que não contabilizarmos as coisas boas, leves, alegres que acontecem no decorrer do tempo? O balanço dá um resultado bem melhor do que se ficarmos esperando e imaginado como será quando a dita felicidade chegar!

17 agosto, 2011

Capítulo do dia: a Nutricionista.


E continua a briga com a balança - pra fazer os ponteiros subirem! 

Logo após o meu diagnóstico, cheguei a me consultar com uma nutricionista, mas eu estava com a cabeça cheia, ainda realizando o fato de ter diabetes e tentando prestar atenção e aprender tudo o que ela dizia... e a verdade é que além das orientações gerais, não assimilei muita coisa.

Pois então, agora, após recomendação da minha super Dra. Endócrino, fui à uma nova consulta com (outra)Nutricionista, finalmente.

A consulta foi ótima! 
Ela me pesou (já engordei mais um poquinho) e fez toda a avaliação corporal (estou "tal qual uma atleta"!).
Disse que meu controle de glicemia está excelente e ficou impressionada com minha dosagem de insulina (que considerou baixa).

Em relação à minha alimentação, fez dois alertas: o primeiro em relação à ingestão de bebidas durante as refeições. Sempre bebo alguma coisa com o almoço ou o jantar, geralmente mate. O que ela me explicou é que não devemos beber nada, mas o mate, em especial, influencia para uma má absorção de ferro pelo organismo!

O segundo alerta é que meu lanche da tarde estava aquém do necessário.

Pronto, corrigidos estes tropeços, ela me deu novas opções para o cardápio do dia e incluiu um complexo de vitaminas (por 2 meses) e um complemento chamado Glucerna, que foi desenvolvido para pessoas que tem diabetes.

O glucerna pode ser usado para preparar vitaminas, comer com frutas e tomar com leite ou suco. A grande vantagem do glucerna é que, como foi desenvolvido para uso de diabéticos, ele tem poucas calorias e baixo índice glicêmico, o que evita picos de glicemia.

Ufa! Muita coisa nova! Agora é colocar tudo em prática e esperar os (bons!) resultados!


16 agosto, 2011

Só 15 minutos!

Extra! Extra!

Conforme divulgado hoje n'O Globo, estudo feito por especialistas do Instituto de Pesquisa em Saúde e da National Taiwan Sport University mostrou que praticar apenas 15 minutos de exercícios físicos diariamente aumenta a expectativa de vida e reduz riscos de fatalidade causada por doenças do coração, diabetes e câncer.


Para o estudo, 400 mil voluntários tiveram sua rotina monitorada entre 1996 e 2008.

A pesquisa mostrou também que a cada 15 minutos adicionais de exercícios diários, além do mínimo de 15 minutos, existem chances de diminuir ainda mais o risco em desenvolser doenças cardiovasculares.


Se faltava vontade de malhar, esses são bons motivos para repensar e começar!

14 agosto, 2011

Mais um livro sobre Diabetes... que deve ser lido!


The Little Diabetes Book you Need to Read
(O Pequeno Livro sobre Diabetes que Você Precisa Ler). 


Descobri este livro no site da Amazon. Gosto de passear por este site de vez em quando, pra ver o que tem de novidades pelo mundo em livros, música...

E num desses passeios descobri esse livro. Ainda não existe tradução para o português, mas é uma realmente um livro que deve ser lido. Não só por pacientes diabéticos, mas por familiares, médicos, amigos.

Os autores, Michael A. Weiss e Martha M Funnell, conhecem bem o diabetes. Ele é paciente tendo sido diagnosticado a mais de 20 anos e ela uma das pioneiras no tratamento do diabetes a partir de uma nova abordagem, colocando o paciente como responsável direto e principal ator no seu tratamento. Ambos fazem parte da Associação Americana de Diabetes.

O livro traz muitas informações sobre o diagnóstico, os tipos de diabetes, as formas de tratamento possíveis, mas o que mais me prendeu foi a grande dose de realidade. Ao longo da leitura, eu me deparo com situações e ações conhecidas, as expectitativas com o controle da doença e o tratamento. 

E ainda, a afirmação (e confirmação) de que se nós tivermos consciência da seriedade da doença e do impacto que nossas atitudes tem para um bom controle, tudo vai funcionar melhor!

12 agosto, 2011

Para jantar


Um dia desses, com preguiça de fazer algo mais elaborado pra jantar, resolvi comer um macarrãozinho.

Enquanto cozinhava (espaguete integral, o da marca Renata é ótimo!), dei uma olhada na geladeira e com o que tinha resolvi criar um molho pra dar uma incrementada na massa.

Super prático: refoguei no azeite uma cenoura cortada em rodelas finas e espinafre. Acrescentei shoyo (recomendo o light, que tem menos sódio) e creme de leite light. Pra acompanhar, filé de atum no azeite, desses que vem em lata mesmo.

Rápido e gostoso!

09 agosto, 2011

Depende de como você vê...


E a revisão foi feita! Em vista das hipos contínuas que vinham acontecendo, conforme orientações da endocrinologista reduzi a dosagem de insulina em 4 unidades a partir de hoje!

Fico sempre muito feliz quando isso acontece, mesmo sabendo que posso precisar ajustar novamente e, se for o caso, aumentar a dose.

Mas é isso... um dia depois do outro.

Por mais que no começo eu tivesse uma "certeza" de que fazendo o tratamento corretamente eu melhoraria do diabetes, no fundo sabia também que esta é uma doença que (ainda) não tem cura.

Li estes dias numa reportagem que o primeiro passo para um bom tratamento é não negar o diabetes. Concordo em gênero, número e grau!

Aqui vai um trechinho de uma múscia que gosto muito e acho que reforça este pensamento:

"Metade de mim
Agora é assim
De um lado a poesia, o verbo, a saudade
Do outro a luta, a força e a coragem pra chegar no fim
E o fim é belo incerto... depende de como você vê
O novo, o credo, a fé que você deposita em você e só"

08 agosto, 2011

Revisão!

Desde semana passada tenho tido uns episódios de hipoglicemia na parte da manhã. Quase todos os dias e no mesmo horário.
Provavelmente vou precisar de uma revisão na dosagem da insulina da ceia. Esta semana tenho consulta com a nutricionista e é possível que haja alguma revisão também na alimentação. 

Engraçado que quando eu comecei o tratamento, imaginei que uma vez definidas as doses de insulina, elas permaneceriam constantes ou, na melhor das hipóteses, diminuiriam.

Hoje sei que a regra não é essa.
Que a dosagem vai muito em função da combinação de alimentação, atividades físicas, estado emocional...
Como eu já consegui engordar e chegar perto do peso ideal e estou (graças a Deus!) numa ótima fase de trabalho e diversão, acho que a combinação positiva está compensando.

Que assim seja sempre!

01 agosto, 2011

Às compras!

Fuxicando na internet pra ver se descobria alguma marca nova de produtos sem açúcar, descobri o site da Stuttgart Artigos Finos, que é uma delicatessen online.

São vendidos no site pães, bolos, biscoitos, bebidas alcóolicas, chocolates, vários itens de culinária (temperos, molhos, massas), em sua maioria importados.

Entre as opções, biscoitos waffle recheados (limão, chocolate, laranja), geléias (cereja, frutas silvestres, pêssego com maracujá, morango...), caldas (mirtilo, framboesa ou amora), barras de chocolate (puro cacau, ao leite, com castanha, com menta, caixa de bombons sortidos...)... diet!



Os produtos são um pouco carinhos (e o frete também não é barato), mas considerando que são boas alternativas aos que (nem sempre) encontro, qualquer dia desses vou fazer umas comprinhas!