Aqui no IP estão expostos os meus medos, as minhas descobertas, as conquistas, os avanços nas buscas pela cura do diabetes pelo mundo, os passinhos para um melhor controle da glicemia.

O que começou como um espaço de aprendizado e de dividir a minha convivência com o DM1, se transformou em estímulo para um melhor controle da minha doçura e para seguir mostrando que se funciona para mim, pode funcionar também para tantas outras pessoas que tem o diabetes como companheiro.

23 maio, 2011

Doce final de semana!


De volta de um final de semana agitado!

Fui a São Paulo - bate e volta - este sábado, para um show. Na verdade, foi um evento bem bacana, o Festival Natura Nós.


Shows dos mais variados estilos de música, que começou a tarde e foi até a noite. Uma delícia! G. Love, que eu não conhecia e virei fã, Roberta Sá, Maria Gadu... Jamie Cullum que foi fenomal (e quem de fato me atraiu para o evento) e de quebra Jack Johnson pra fechar!

O mote do evento era a interação entre a música e a cultura brasileiras e as do mundo, além de promover a sustentabilidade. Bem legal!  

Meu voo foi super cedo, então nem tomei café da manhã antes de ir. Encontrei com minha parceirinha de aventuras Lary Dalgo, que já estava por SP, e fomos tomar café da manhã numa padaria próxima ao hotel. Bonitinha, grande... e sem noção! Para comer tinham boas opções além do usual, mas para beber... Perguntei se eles tinham capuccino diet e não me surpreendi quando disseram que não (é raro achar). Chocolate quente também não tinha, mas o susto veio na hora do café. O café, feito na hora, quentinho... já vinha adoçado!! Na hora falei: e eu que sou diabética faço o que?? Pensei alto, nem deveria ter perguntado assim de forma tão direta, mas o susto foi grande.

Enfim, consegui um expresso, que era a opção sem açúcar que a casa oferecia, e segui com o café da manhã.

Passeamos, almoçamos e na hora da sobremesa, mais novidades... sorvetes e diversas tortas diet (recomendo a de abacaxi com côco!) na Amor aos Pedaços e nenhum único sabor de sorvete diet na Haagen Daz. Juro que esse eu já até esperava que não tivesse, mas a Lary ficou brava!

Como ia passar o dia fora, fui preparada com meu kit de sobrevivencia, mas sabia que lá no show teriam opções de restaurantes / lanchonetes. E aí veio a boa supresa.
Além das opções previsíveis (pizza, sanduíches, pão de queijo...) tinha um restaurante só de comida orgânica, com saladas, massas e lanchinhos lights, e um outro só com saladas de frutas.
Achei muito bacana.

Voltei pro Rio bem cedinho no domingo porque a programação continuava por aqui... show do Sir Paul McCartney!


Emocionante e de novo, inesquecível!

Na hora de comer, uma boa alternativa. Entre salgadinhos, batata frita e cachorro quente, descolei um lanchinho mais leve! Sanduíche natural de peito de peru com salada de cenoura (tinha de frango e atum também).

Poder escolher faz diferença!

Nenhum comentário:

Postar um comentário